Colunistas

MELASMA uma disfunção estética que pode afetar o psicológico e autoestima

Olá minhas belas, que bom ter vocês aqui, sejam bem vindas.

Hoje eu irei falar de uma condição estética que infelizmente não há cura, o tão temido MELASMA.

E para quem não sabe o melasma são aquelas manchas escuras com cor amarronzada ou acastanhada que aparece na pele, geralmente na região  da testa das bochechas e em cima do lábio superior, mas ela também pode aparecer no pescoço e colo.

Espaço Aurora
Delícias da Tay
Carlos Frango Assado
Sidertur
Confraria do Pão
Anuncie

As causas do melasma ainda não são conhecidas mas muitos fatores podem contribuir para o surgimento das manchas indesejáveis.

Fatores como predisposição genética, alterações hormonais como gravidez e uso de anticoncepcionais, fatores ambientais e também o estress. Na verdade pode também  estar relacionado outros fatores dentre uma delas a falta de vitamina B e Zinco. Entretanto, a presença da radiação ultravioleta, e em menor intensidade, o infravermelho. O aumento na pigmentação ocorre por um aumento da quantidade e/ou da função dos melanócitos que são as células responsáveis pela produção de melanina (pigmento cutâneo).

Quem sofre com as manchas pode sentir-se mal, sofrer baixa autoestima e ter o estado psicólogico afetado devido a condição estética que as manchas causam. Os pacientes que se encontram muito ansiosos ou cansados podem representar uma piora do quadro do melasma, e devido a  ansiedade acabam optando tratamentos rápidos que prometem clareamento  em uma única  sessão, gerando  assim  uma certa insatisfação quando na maiorias das vezes ocorre a piora, na qual chamamos de efeito  rebote. Por vezes dificultando de tratar de forma adequada ou até  mesmo no abandono do tratamento pelo paciente.

Para que o tratamento funcione  é fundamental o uso de protetores solares potentes sempre que houver exposição da pele ao sol ou mormaço, cuidado  com vapor, saunas, banho muito quentes, até  mesmo  secador de cabelo, invista em vitaminas c, e sempre dê preferência os protetores que contenham filtros físicos, que bloqueiam a passagem da radiação UV, como o dióxido de titânio.Uso de clareadores tópico em casa  e também uso de suplementação oral se necessário.

Hoje com a avanço da tecnologia já  existem no mercado fórmulas  clareadoras de uso  home care e em cabine com muita eficiência. E como sabemos,  o melasma não  tem cura mas ele tem o que chamamos na estética de “GERENCIAMENTO” que com o  comprometimento  dos cuidados do paciente  em casa, podemos alcançar resultados muitos satisfatórios de clareamento de até  90% dos casos.

Sempre  procure  um profissional habilitado para traçar  um plano de tratamento personalizado. Pois cada caso é  único e individual e  não  se esqueça  de usar protetor solar!

Bjos de luz e até a próxima caro leitores!

Texto por:

Kátia Zeferino – Instagram @katiazeffer_

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Topo