Instituto Mix
Saúde

Nutricionista dá dicas de como manter uma dieta saudável durante a quarentena

Profissional também listou hábitos que devem ser evitados e indicou alimentos que devem ser priorizados na alimentação

A pandemia do novo coronavírus trouxe consigo uma série de novos hábitos, entre eles a alimentação. Durante o período de quarentena, e com o tempo ocioso que as pessoas acabam tendo, é normal que o consumo de alimentos se torne excessivo.

Se você adquiriu alguns quilos durante a quarentena e quer voltar a se alimentar melhor, é importante ter cuidado. “Não faça restrições alimentares. Já temos muitas coisas para lidar e processar no meio de uma pandemia, e a dieta restritiva traz estresse tanto físico quanto mental”, sugeriu a nutricionista, Sara Dandolini Colombo.

Confraria do Pão
Sidertur
Delícias da Tay
Point das Coxinhas

Para aqueles que já retornaram para a rotina de trabalhos e estudos depois da quarentena, a nutricionista indica voltar com a dieta aos poucos. “Para quem já está acostumado a comer alimentos saudáveis, dá para continuar. A dica é sempre buscar variar a alimentação, preferindo consumir alimentos mais naturais”, indicou Sara.

Hidrate-se

Seja em casa, de quarentena, ou no trabalho o importante também é lembrar de se hidratar. “Não se esqueça, beba, sempre que puder, água. Invista também em alimentos naturais (frutas e vegetais, raízes feijão, linhaça, leite e derivados, carnes, frango, peixe, cereais integrais, como arroz e aveia…)”, aconselhou a nutricionista.

Evitar

Durante o período de quarentena alguns hábitos devem ser evitados:

  • Evite períodos longos de jejum;
  • Evite o excesso de bebidas açucaradas, como refrigerantes e sucos industrializados;
  • Cafeína em excesso (presente em café, chá preto, refrigerante como Coca-Cola e Pepsi);
  • Cereais refinados (açúcar, farinha branca, arroz ..);
  • Bebida alcoólica;
  • Alimentos embutidos como salsicha, mortadela, presunto, linguiça…;
  • Evite o excesso de fast foods (pizza, hambúrguer, cachorro ..)

“É importante ter uma alimentação variada para dar suporte ao sistema imunológico, lembrando que o efeito é fortalecer o sistema imune e não a cura da doença. Sempre que possível priorize alimentos naturais, como legumes, verduras, frutas, acrescente arroz, feijão, carne, frango, tubérculos, cereais integrais e diminua o consumo de alimentos industrializados e bebida alcoólica”, sugeriu Sara.

O intestino deve sempre estar de bem com você, por isso ingera alimentos probióticos e prebióticos para auxiliar no seu bom funcionamento. “O funcionamento do intestino é importante para que outras partes do corpo funcionem bem, inclusive o sistema imunológico. Entre eles estão o iogurte natural e o kefir (bebida fermentada), aveia, linhaça, chia, entre outros”, apontou a nutricionista.

Compras

O recomendado pelo Ministério da Saúde é: se puder, fique em casa, então para fazer as compras dos alimentos o ideial é ir uma vez por semana na feira ou supermercado, ou de 15 em 15 dias, ou até mesmo, uma vez ao mês.

“Alguns alimentos como os ‘não perecíveis’ (arroz, farinha, feijão, lentilha, massa, café, óleo, açúcar, entre outros), duram mais tempo em casa, então não é necessário comprar toda semana. Já os alimentos perecíveis (vegetais, leites e derivados, carnes, frango, peixes e ovos), estragam mais fáceis e por isso é importante que faça as compras uma vez na semana”, disse Sara acrescentado, “não estoque comida em casa. Compre apenas o necessário para que não falte para outras pessoas”.

A nutricionista ainda dá dicas de como fazer as compras e quais cuidados devem ser tomados:

  • Primeiro sugiro que façam uma lista de alimentos que quer comprar. Isso faz com que você compre apenas o necessário e não demore muito tempo no lugar em que há aglomerações;
  • Pesquise o horário de funcionamento da feira e tente ir em horários que não vá muitas pessoas;
  • Ao chegar em casa higienize aos mãos e as embalagens. Depois higienize as frutas e folhas e guarde em embalagens adequadas para melhor

“Não se esqueça de incluir alimentos ricos em vitamina C: laranja, abacaxi, limão, goiaba, alguns temperos como açafrão, cebolinha verde, alho, cebola, ter uma boa noite de sono, se exercitar e tentar evitar o estresse que pode prejudicar a imunidade”, finalizou Sara.

____
JATENE MACEDO – JORNALISMO SATC

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Topo