Giovane Possamai
Economia

Presidentes da AMREC e da JBS tentam minimizar os impactos do fechamento da empresa

Em reunião realizada na Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), os diretores da JBS comunicaram ao presidente da Associação de Municípios e prefeito de Cocal do Sul, Ademir Magagnin, o fechamento da unidade de Morro Grande, que deve acontecer em outubro.

Segundo os diretores, a notícia foi dada na segunda-feira, 21,  ao prefeito de Morro Grande, Valdo Rocha, e o motivo de encerrar as atividades na unidade são as dificuldades no mercado.

Os prefeitos vêm tentando intermediar a situação dos integrados desde o início do ano, quando a empresa anunciou a diminuição de 50% das atividades da unidade de Morro Grande. Em abril, uma reunião chegou a ser feita com diretores da JBS e também junto ao

Secretário de Estado da Agricultura e Pesca, Moacir Sopelsa. “Pedimos para que eles tenham critérios nos desligamentos dos avicultores. Que olhem com atenção os avicultores que fizeram financiamento nos bancos e que para, na medida do possível, transfira os funcionários da JBS Morro Grande para unidade de Forquilhinha e Nova Veneza”, disse o presidente da AMREC, preocupado com impacto econômica que isso ocasionará na região sul como um todo.

A JBS Morro Grande tem cerca de 730 funcionários, e o fechamento ocasionará no desligamento de algo em torno de 120 até 130 integrado (famílias que possuem aviários). Segundo o coordenador do Movimento Econômico da AMREC, Ailson Piva, o valor de ICMS que a empresa gera para o município de Morro Grande, representa aproximadamente o que seria algo entorno de 80 até 85% da arrecadação com ICMS.

Na região o impacto seria em torno de 500 milhões de valor adicionado, ou seja 10 milhões de ICMS por ano para região (Somado atividades primarias e segundaria de todos os municípios que tem atividades ligadas a JBS de Morro Grande).  “Além demissão dos funcionários e o desligamento dos integrados que impacta no comércio da região, tanto da AMESC, quanto da AMREC. O maior impacto será Morro Grande, mas atinge Timbé do Sul, Turvo, Ermo. Além dos 12 municípios da AMREC, já há integrados da unidade de Morro Grande em Forquilhinha e Cocal do Sul, por exemplo”, afirma Piva.

Estiveram presentes na reunião, além do presidente da AMREC e o coordenador do Movimento Econômico da AMREC, o diretor executivo da AMREC, José Roberto Madeira; representando a JBS, o gerente da unidade de Forquilhinha, Ricardo Ximenes; e o gerente corporativo, Marcio José e o gerente coorporativo, José Antonio Ribas.

ANTÔNIO ROZENG


Topo