Colunistas

Vinhos Finos x Vinhos de mesa

Uma das dúvidas muito comum entre apreciadores de vinhos, principalmente quem está iniciando nesse mundo é saber a diferença entre vinho de mesa ou vinho comum e vinho fino.

É muito simples e não há necessidade de complicar. No Brasil existem dois tipos de vinho: o vinho de mesa e o vinho fino. A diferença entre eles está nas variedades de uvas que são utilizadas para sua elaboração. Os vinhos de mesa são elaborados com variedades de uvas provenientes do continente americano (uvas americanas) ou variedades hibridas e os vinhos finos são elaborados com variedades Vitis vinifera, provenientes do continente europeu.

Os vinhos de mesa são também conhecidos como vinhos coloniais, e exemplos de variedades utilizadas para sua elaboração são: Niágara, Bordô e Isabel. Apresentam características aromáticas e gustativas muito marcantes da uva. Nessa categoria encontramos muitos vinhos suaves, aqueles adocicados. No entanto há também muitos vinhos de mesa seco.

Delícias da Tay
Sidertur
Beto Auto Som
Maganhin

Já o vinho fino, no Brasil, é feito exclusivamente com variedades europeias, chamadas de Vitis vinifera. São vinhos, que via de regra, possuem uma maior capacidade de envelhecimento, pois apresenta uma estrutura mais complexa de taninos e polifenóis. Diferencia-se dos vinhos de mesa pela sua maior complexidade aromática e gustativa, e muitos dos vinhos finos passam algum tempo em barrica de carvalho, para que adquiram melhores características organolépticas.

Normalmente estes vinhos são secos, mas muitos vinhos demi-sec têm surgido no mercado, tanto importado quanto nacionais, adaptando-se ao gosto do consumidor brasileiro, que ainda prefere bebidas mais doces.

Para elaboração de vinhos finos temos, como exemplo, as seguintes variedades: Chardonnay, Sauvignon Blanc, Riesling, Gewürztraminer para elaboração de vinhos brancos e Cabernet Sauvignon, Merlot, Pinot Noir, Syrah, Malbec, entre outras para elaboração de vinhos tintos.

Quando falamos nesse assunto, há sempre uma pergunta que vem a tona: E quais desses dois estilos são melhores? Os vinhos de mesa ou os vinhos finos?

Atualmente, encontramos bons vinhos de mesa e bons vinhos finos, assim como encontramos péssimos vinhos desses dois estilos. Não podemos esquecer de que o melhor vinho é aquele que você sente prazer em degustar com a família, rodeado de amigos ou até mesmo sozinho, e não importando se o vinho é elaborado com variedades americanas ou europeias.

News: Setor vinícola retoma vendas e encerra 2017 com alta de 5,6%

Com uma retomada iniciada no terceiro trimestre e que ganhou fôlego nos últimos três meses do ano, o setor vitivinícola terminou 2017 com dados positivos, apresentando crescimento de 5,67% nas vendas no mercado interno. No total, foram comercializados 363.184.941 litros de vinhos, espumantes, sucos e outros derivados da uva.

Nos vinhos tranquilos, as vendas ficaram positivas em 2,19%, com 189,3 milhões de litros comercializados. Os vinhos espumantes ampliaram o volume em 3,22%, com 17,4 milhões de litros, e os sucos de uva 100% prontos para consumo foram os itens que mostraram melhor desempenho, com expansão de praticamente 16% ante o ano anterior, com 109 milhões de litros vendidos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Topo