Infoway Cabeçalho
Colunistas

Resenha do livro “Objetos Cortantes”

O livro Objetos Cortantes, de Gillian Flynn, tem personagens perturbadores e a história tem um ritmo tenso que pode mudar de rumo a qualquer momento. A protagonista é Camille Preaker, uma jornalista que mora em Chicago e foi escalada para cobrir um caso de assassinato e outro de desaparecimento em Wind Gap no Missouri, sua pequena cidade natal. Despreparada emocionalmente para lidar com sua família que tem pouco contato há anos, Camille se depara com seus problemas do passado e todas as perturbações que vinha tentando controlar e se afastar, voltam como um furacão.

Camille tem tendência à automutilação e acabou de sair de um hospital psiquiátrico, mesmo assim encarou o desafio feito por seu chefe, o editor Frank Curry, e foi tentar escrever a reportagem que iria mudar o rumo do jornal que estava trabalhando. Ela se hospeda na casa de sua mãe, que mora com seu padrasto e sua meia-irmã, quase desconhecidos. E começa a conversar com pessoas da cidade tentando conseguir informações e declarações sobre as duas garotas (a desaparecida e a assassinada) para poder construir sua matéria.

É fácil deduzir quem matou as garotas, mas isso é o que menos importa. Se o livro for lido na perspectiva de Camille, sua família, seus transtornos e seu drama de vida, ele é bastante interessante, porque as reviravoltas estarão ali. A autora mostra fraquezas, medos, tendências de vários personagens e não aparece quase nada de bom neles, deixando suspeitas e intenções não esclarecidas, fazendo com que a leitura se torne atraente.

Objetos Cortantes é um livro com poucas páginas e rápido de ler e mesmo assim Gillian Flynn conseguiu construir personagens que despertam indignação, raiva, preocupação e muito mais. Em sua cidade natal, Camille relembra sua infância e adolescência, fala de sua irmã perdida e é possível entender sua tendência a automutilação. Poucas partes de seu corpo estão intactas, sem as palavras que a marcaram durante sua vida até ali, e ela tenta preservar estes espaços buscando dignidade. Quem foi o assassino? Isso você até poderá deduzir, mas o que vai acontecer com Camille e sua família é mais difícil, por isso vale muito a leitura do livro.

Objetos Cortantes, de Gillian Flynn, 250 páginas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Topo